Sexta-feira, 10 de Dezembro de 2010

(Fotograma de Metropolis (2007), filme de Fritz Lang)

 

Falas de querer parar o tempo. Se tal estivesse ao nosso alcance, faríamos exactamente o mesmo que normalmente fazemos, talvez mais devagar apenas. A ideia de que faríamos algo mais é pura ilusão, até porque nós mesmo não sabemos o que seria esse "algo mais". Com tempo ou sem tempo, cometeríamos os mesmos erros, daríamos os mesmos passos em falso, viveríamos as mesmas situações e chegaríamos exactamente aos mesmos lugares. A diferença é que, tendo nós o tempo, e não podendo ele ser suspenso, nunca nos podemos permitir esquecer disso.



publicado por r. às 09:04 | ligação | comentar

mais sobre mim

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9



27
28


passado recente

O fim

Os dias do fim (5)

Os dias do fim (4)

Os dias do fim (3)

Os dias do fim (2)

Os dias do fim (1)

A ausência de luz

O controlo

Erro de casting

A memória

passado distante

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

ligações
RSS