Sábado, 22 de Maio de 2010

(Fotograma de Taking Sides (2002), filme de István Szabó)

 

A neutralidade é uma boa intenção frequentemente impossível. Por vezes, não é possível não se escolher um lado. Optar por não interferir acaba por implicar uma tomada de posição, ainda que silenciosa e, muitas vezes, um tanto ou quanto inconsciente. Mas a verdade é que ao não interferir, ao optar pelo silêncio, acabamos por ser coniventes com uma das facções. "Quem cala, consente", diz o ditado popular. É um pouco mais ingrato do que isso.



publicado por r. às 09:14 | ligação | comentar

mais sobre mim

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9



27
28


passado recente

O fim

Os dias do fim (5)

Os dias do fim (4)

Os dias do fim (3)

Os dias do fim (2)

Os dias do fim (1)

A ausência de luz

O controlo

Erro de casting

A memória

passado distante

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

ligações
RSS