Segunda-feira, 24 de Maio de 2010

(Fotografia de autor desconhecido)

 

Mas há sítios onde jamais regressaria. Ocorre-me um, pelo menos. Não que tenha sido particularmente infeliz quando de lá saí; mas por qualquer motivo, todas as boas memórias se desvaneceram no momento em que o abandonei, e pouco sobrou que valha a pena recordar. Como se aquele tempo, naquele espaço, fosse nada mais que irrelevante. Ficaram algumas pessoas, poucas, muito poucas - mas essas são mais do que aquele mundozinho fechado e aborrecido. O resto simplesmente não importa.



publicado por r. às 09:00 | ligação

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9



27
28


passado recente

O fim

Os dias do fim (5)

Os dias do fim (4)

Os dias do fim (3)

Os dias do fim (2)

Os dias do fim (1)

A ausência de luz

O controlo

Erro de casting

A memória

passado distante

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

ligações
RSS