Domingo, 29 de Agosto de 2010

("Memories"; fotografia de Anita Suchocka, no deviantArt. Todos os direitos reservados)

 

A vida tem-me proporcionado a oportunidade de eliminar uma série de memórias, eliminando a sua origem e tornando a sua presença diária numa ausência permanente e irreversível. Creio ter sorte nesse aspecto, ao poder dormir, todas as noites, sem nada que me recorde o passado mais sombrio em meu redor. Apenas o mais próximo, mas a manter o ritmo, não por muito mais tempo. Em breve, espero, todo este período da minha vida será apenas um quarto vazio, onde caminharei pela última vez.



publicado por r. às 09:16 | ligação

Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




mais sobre mim

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9



27
28


passado recente

O fim

Os dias do fim (5)

Os dias do fim (4)

Os dias do fim (3)

Os dias do fim (2)

Os dias do fim (1)

A ausência de luz

O controlo

Erro de casting

A memória

passado distante

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

ligações
RSS