Sábado, 5 de Fevereiro de 2011

(Fotografia de autor desconhecido)

 

Aquela despedida, a derradeira, foi o prenúncio do fim que se lhe seguiria, longos meses depois. Foi abrupta, a despedida, fria até, sem espera, sem antecipação, sem olhares de soslaio sobre o ombro, sem aquele desejo reprimido de deixar tudo e esquecer a existência do mundo fora de nós. Nela não houve a esperança das anteriores, o misto de tristeza pelo adeus e de alegria por sabê-lo breve. Sabíamos que não seria breve, o adeus, mas definitivo. Sabíamo-lo naquele momento, mas não o quisemos ver.



publicado por r. às 09:41 | ligação | comentar

mais sobre mim

Fevereiro 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9



27
28


passado recente

O fim

Os dias do fim (5)

Os dias do fim (4)

Os dias do fim (3)

Os dias do fim (2)

Os dias do fim (1)

A ausência de luz

O controlo

Erro de casting

A memória

passado distante

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

ligações
RSS